Helvetia Edições/Jannini Rosa dias 16/17 de Junho no V JUNIFEST 2018 da Casa Brasil Liechtenstein

March 18, 2018

 Jannine Rosa Ceo da Helvetia Edições 

Jannini Rosa nasceu no ano de 1996, na cidade de Cabo Frio, litoral do estado do Rio de Janeiro - Brasil. Desde a pré-adolescência, é apaixonada pela leitura, graças ao incentivo de uma professora de português do ensino fundamental. Aos onze anos, começou a sonhar com seu primeiro livro e sempre desejou que ele tratasse do fundamentalismo religioso do islamismo e em como ele agredia às mulheres. 

Também com onze anos, ganhou um concurso de redação promovido pelo estado do Rio de Janeiro, tendo conquistado o 3º lugar. Ali tudo começava. Aos 14 anos, alternando os compromissos de estudante do ensino fundamental e estudante de música (violinista), Jannini começa a trabalhar na Literarte (Associação Internacional de Escritores e Artistas), onde colaborou com o processo de edição de livros, promoção de antologias, promoção de eventos literários, salões de livros e feirinhas de livros nacionais.

Cada vez mais apaixonada e imersa no mundo literário, com apenas 16 anos lançou o romance historiográfico Faces de Malala, obra que denuncia a desigualdade de gênero no Islã. O livro em questão ganhou repercussão no litoral do estado e foi agraciado com o PROEDI, edital de cultura de Cabo Frio, sendo distribuído gratuitamente em mais de 10 escolas públicas. 

Para se dedicar exclusivamente à vida de estudante de ensino médio, prestes a iniciar uma faculdade, Jannini sai da Literarte e começa a palestrar em diversos centros de referências sociais, pregando a mensagem do seu primeiro livro.

Aos 17 anos, começou a trabalhar na Editora Comunicação, também sediada na cidade de Cabo Frio. Lá, tornou-se coordenadora editorial e organizadora de eventos como o I Prêmio Federico García Lorca e I Prêmio Clarice Lispector de Literatura. 

Paralelo à produção profissional continuava a escrever e lançou o romance Grito de Liberdade, que trata dos Anos de Chumbo no Brasil, usando a história real de uma ex-professora de história, que foi torturada pelo Regime.

Segundo Jannini, parte de seu interesse por temas que agridem aos direitos humanos vêm da conscientização política incutida pelo Colégio Municipal Rui Barbosa, a última instituição em que estudou.

Além de ter sido classificada para cursar a faculdade de letras (português/espanhol) na UERJ - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Jannini cursou História da arte pela prefeitura da cidade de Araruama, Música pela Escola Villa Lobos (Núcleo Búzios) e Espanhol pelo Instituto Brasileiro de Línguas Estrangeiras.

Aos 18 anos, a jovem muda-se para a Suíça e sente a necessidade de começar a construir algo que pudesse chamar de seu. Com o contexto da integração num país desconhecido e um idioma diferente do seu, Jannini ousa e cria a Helvetia Edições - instituição helvético-brasileira que tem como principal objetivo fazer uma ponte entre o Brasil e a Suíça, divulgando a Literatura brasileira na publicação de livros em português e francês.

Em dois anos de trabalho árduo, a autora e empresária editou 35 livros com o selo da Helvetia, organizou o 1º e o 2º Festival de Poesia de Lisboa, participou do Salão do livro de Praga, do Salão do livro de Genebra e promoveu o 1º e o 2º Prêmio Talentos Helvéticos-Brasileiros.

Além disso, lançou o livro Lúcia Amélia - Confissões de uma guerreira, lançado no Consulado do Brasil de Zurique, com o intuito de alertar a comunidade brasileira para o mal do Tráfico de seres humanos. O mesmo livro foi editado em francês e lançado no 31º Salão do livro e da imprensa de Genebra..

 

 

 

 

 

Inscrições abertas para a ANTOLOGIA!

A antologia e o concurso O Homem, projeto do mundo são promovidos pela Casa Brasil Liechtenstein e pela Helvetia Edições, por ocasião do V JUNIFEST, evento em prol da cultura brasileira que terá lugar nos dias 16 e 17 de junho, na cidade de Vaduz, capital do principado.

A presente Antologia tem como objetivo principal instigar o debate a respeito do tema “Como o Homem, projeto em desenvolvimento no mundo, pode contribuir para uma melhoria social?”, além de divulgar o trabalho de escritores no Brasil e na Europa, possibilitando a fomentação da Literatura Lusófona e incentivando o hábito da leitura. 

Acesse o regulamento em: https://docs.wixstatic.com/ugd/da34a6_e5d2b0e36de34db6b85fbad07f227850.pdf

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2° EXPO INTERNATIONALE LITERATUR

 

 

Please reload

Postagens recentes

March 13, 2019

Please reload

Participe! Lista de E-mail