Budken 1° Cerveja Brasileira na Suíça no VI JUNIFEST 2019 Casa Brasil Liechtenstein 15 Junho Vaduzer Saal

March 13, 2019

 

 

 

Isac Alves é brasileiro e provavelmente mais suíço que muitos suíços. O aço cromado de seu sistema de fermentação na área industrial de Oberohringen brilha, o ar cheira levemente clorado, o piso reflete a luz das lâmpadas do teto. Qualquer pessoa que entra deve limpar os sapatos da sujeira sob um jato de água. "Cerveja  consiste em 95 por cento de limpeza", diz Alves, sorrindo amplamente.

 

Cresceu no Rio de Janeiro até os 45 anos. Seu irmão mais velho,  casou-se com uma mulher suíça no Rio e anos mais tarde mudou-se para Genebra, a razão para a sua primeira visita à Suíça. Isac se apaixonou pelas montanhas e pela natureza. Em 2007, recebeu uma oferta de emprego,  especialista em TI.  Mudou-se para a Suíça: "Um sonho tornado realidade" Ele mora há sete anos e trabalha em Zurique. "Sou um grande fã da Suíça!", Diz o pai de duas filhas. Ele gosta da natureza e a vida pacífica e organizada da Suíça, que forma um contraponto à agitação da América do Sul.
 

Antes do amor pela Suíça, Isac descobriu seu amor pela cerveja: "Em viagens de negócios Eu fiz primeiro contato com a variedade de cervejas na Europa." Em 2003, ele começou a considerar o antigo terreno baldio em uma gustativa cervejaria do Brasil  "Como um alquimista", lembra Isac, rindo. Centenas de vezes ele misturou água com malte, lúpulo e fermento até que surgiu: " "Eu não produz nada que eu mesmo não goste" É por isso que ele está fazendo cerveja  em todos os tipos de variações. Sobre escuro, vermelho ou com muitos saltos.

 

Isso significa mais esforço, tanto em termos de tempo quanto financeiramente. Porque o armazém estilo cervejaria requer mais equipamentos e quase o dobro do tempo para a fermentação das chamadas cervejas. A diferença entre as duas variedades é a espécie de levedura. 

 

O nome da cerveja de Isac é Budken. Originalmente Isac queria chamar sua cerveja de "Brazuca". Isso é o que os exilados brasileiros chamam a si mesmos. Sua filha Isabella, no entanto, não achou o nome bem-sucedido. Como pai carinhoso, Isac procurou um nome para o gosto dela. "Ela é louca por cachorros", diz Isac. Desde que ele tinha o logotipo com um B e uma coroa já em sua cabeça e queria implementar isso, ele estava animado na internet cocker spaniel chamado "Budken". Ele também teve a bênção de Isabella.

 

A garrafa de vidro esverdeado com bordas de prata na etiqueta é elegante e simples: "Quero boa cerveja de qualidade, embalada em uma garrafa que dá uma sensação de festa" "Até onde eu sei, eu sou o único que tentou essa abordagem." 2018 Alves quer ampliar sua produção e vender a sua cerveja em uma escala maior.

 

Dia 15 de Junho venha participar deste grande evento. No Vaduzer Saal e provar esta delícia de cerveja ao som de Bossa Jazz e muita arte e literatura.

 

 

Please reload

Postagens recentes

March 13, 2019

Please reload

Participe! Lista de E-mail